h1

Infecções podem estar associadas ao desenvolvimento de câncer

11 de fevereiro de 2016

A prevenção de algumas infecções evitaria 26% dos casos de câncer nos países em desenvolvimento

clinionco

No mundo, estima-se que agentes infecciosos sejam responsáveis por 18% dos casos de câncer, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), sendo este um dos mais importantes agentes cancerígenos. Os mais comuns são o papilomavírus humano (HPV), o Helicobacter pylori e os vírus da Hepatite B e C, que estão relacionados ao desenvolvimento do câncer de colo do útero, câncer de estômago e câncer de fígado, respectivamente.

Atualmente, o câncer de colo do útero é o terceiro tumor mais frequente entre as mulheres, sendo os tipos 16 e 18 do HPV associados a 70% destes cânceres. Além disso, o vírus também pode causar câncer em outras áreas, como boca e garganta. A transmissão ocorre por via sexual, através de abrasões na mucosa ou na pele da região anogenital. Portanto, a prevenção é feita principalmente com o uso de preservativo durante a relação sexual. Para meninas de 9 a 13 anos, o Ministério da Saúde implementou no calendário de vacinação a vacina tetravalente contra o HPV, que protege contra os subtipos causadores do câncer de colo do útero.

Já a infecção por H. pylori é o principal fator de risco para o câncer de estômago, podendo ser responsável por 60% dos casos no mundo, de acordo com a Fundação do Câncer. Presente nos alimentos e na água potável, a bactéria habita cerca de 70% da população do Brasil. No entanto, apenas pessoas predispostas geneticamente são afetadas. Ela causa gastrite crônica que, sem tratamento, pode evoluir para gastrite atrófica e atrofia gástrica. O tratamento por meio de antimicrobianos é efetivo em 95% dos casos.

No caso das hepatites B e C, estudos mostram que apenas 30% dos pacientes com câncer de fígado não possuem marcadores para essas hepatites. Nos países em desenvolvimento, o HBV é responsável por 58,8% desses cânceres e o HCV por 33,4%. A vacina contra a Hepatite B também faz parte do calendário de vacinação do SUS. O uso do preservativo como método preventivo também é eficiente para evitar a transmissão.

Outros agentes

Ainda que menos frequentes, outros agentes também são associados a alguns tipos de câncer. Há evidências de que o Vírus Epstein-Barr seja responsável por 85% dos Linfomas de Burkitt. Para o Linfoma de Hodgkin, a relação depende da idade – a proporção de casos positivos é maior em crianças e em idades mais avançadas. Quase 50% dos casos são atribuíveis ao vírus nos países em desenvolvimento. O HIV pode ser associado ao desenvolvimento do sarcoma de Kaposi e o Linfoma Não-Hodgkin.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: