h1

Idade da menopausa tem impacto em risco de câncer de mama

8 de outubro de 2015

Pesquisadores descobriram que, por cada ano que a menopausa demora a aparecer, o risco de câncer de mama sobre 6%

menopausa

Um grupo de pesquisadores das Universidades de Cambridge e Exeter (ambas no Reino Unido) estabeleceu uma conexão entre a idade com que uma mulher entra na menopausa e o câncer de mama, conforme mostrou um estudo divulgado pela revista Nature Genetics.
A pesquisa indicou que as mulheres que têm menopausa antes dos 40 anos são menos propensas a desenvolver este tipo de câncer; no entanto, têm mais probabilidades de sofrer de outras doenças, como a osteoporose e o diabetes tipo dois. Além disso, os pesquisadores descobriram que, a cada ano que a menopausa demora a aparecer, o risco de câncer de mama sobe 6%.
A coautora do estudo, Deborah Thompson, do departamento de Saúde Pública e Atenção Primária da Universidade de Cambridge, indicou que isso acontece porque as mulheres que tiveram menopausa mais cedo “estiveram menos expostas ao estrogênio durante sua vida”.

Menopausa precoce
A investigação concluiu que a idade natural da menopausa, que marca o final da vida reprodutiva da mulher, é geneticamente determinada, porém ainda não é possível saber a totalidade dos genes envolvidos e como eles impactam nos riscos de doença.
Os autores realizaram um estudo de associação do genoma completo de 70 mil mulheres de ascendência europeia e identificaram no total 56 variantes genéticas associadas com a idade da menopausa.

Anna Murray, geneticista da Universidade de Exeter, explicou que a pesquisa ajudou a compreender como acontece o envelhecimento reprodutivo feminino e que isto poderia dirigir “ao desenvolvimento de novos tratamentos para evitar a menopausa precoce”. “Muitas mulheres hoje em dia optam por ter filhos em uma idade mais avançada, mas podem ter dificuldades para conceber de forma natural porque a fertilidade começa a diminuir, pelo menos, dez anos antes da menopausa”, acrescentou.
A descoberta sugere que as células reprodutivas dos ovários que reparam o DNA de maneira mais eficiente sobrevivem mais tempo, e isto se traduz em um atraso da menopausa.

 

Fonte: Agência Estado

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: