h1

Câncer gástrico é mais incidente entre os homens

29 de julho de 2014

Com grandes chances de cura se descoberto nos estágios iniciais, é um tipo de tumor que ainda cresce entre os homens pela negligência dos primeiros sintomas

Câncer-de-estômagoEntre a população masculina adulta, o câncer gástrico é o quarto mais comum, ficando atrás das neoplasias de próstata, pulmão e intestino, respectivamente. Para o ano de 2014, a estimativa do Instituto Nacional do Câncer (INCA) é de 12.877 novas ocorrências para o público masculino. Os tumores do estômago se apresentam em três tipos: os adenocarcinomas (mais predominantes com 95% dos casos), os linfomas gástricos, diagnosticados em cerca de 3% dos casos, e os leiomiossarcomas, iniciados em tecidos que dão origem aos músculos e aos ossos.

Conforme o gastroenterologista da CliniOnco, Antônio Carlos Weston, o câncer gástrico inicia com sintomas vagos como a dor abdominal. “Principalmente após as refeições, aparece o desconforto. Pode haver emagrecimento e vômitos associados. Mas, geralmente, o paciente trata com chás ou remédios caseiros, sem perceber a necessidade de buscar ajuda especializada, o que compromete as chances de cura, já que os sintomas são atenuados, mas o tumor continua avançando de fase. Além disso, o homem, por natureza, tem mais dificuldade que a mulher para procurar recurso médico e isso retarda o seu diagnóstico”, aponta o médico.

O câncer gástrico está associado à predisposição genética ou a fatores de agressão, como tabagismo, bebidas alcoólicas, sedentarismo e excesso de comida industrializada. A presença da bactéria H. Pylori também ser observada como um fator de risco para a doença. “Estima-se que cerca de 50% dos brasileiros sejam portadores dessa bactéria. Não há como prevenir o aparecimento dela, mas com uma endoscopia gástrica é possível detectar se o indivíduo é hospedeiro desse microorganismo que pode ser combatido facilmente com o uso de antibióticos”, ressalta Weston.

O diagnóstico dos tumores gástricos geralmente é simples e pode ser feito através de uma endoscopia digestiva, indicada para todas as pessoas a partir dos 50 anos de idade como medida de prevenção, além do controle dos fatores de risco anteriormente relacionados.

Fique atento a outros sintomas:

Algumas características como perda de peso, anorexia, fadiga, vômitos e náuseas persistentes podem indicar um tumor benigno ou mesmo o câncer de estômago. O vômito com sangue é um sintoma frequente e ocorre em aproximadamente 13% dos casos das neoplasias de estômago.

Os sintomas mais comuns são: sensação de inchaço no estômago após as refeições ou sensação precoce de satisfação, desconforto abdominal, dor abdominal e azia forte, náuseas e vômitos, perda de apetite, indigestão ou queimação periódica, diarreia, fraqueza e fadiga, perda de peso não intencional, vômitos com sangue, evacuação de fezes escurecidas, pastosas e com odor muito forte. Em estágios mais avançados, a doença pode causar emagrecimento severo, icterícia (olhos amarelos) e palidez da pele.

Procure o seu médico e faça os exames preventivos!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: