h1

Cânceres de pulmão e de boca são mais incidentes entre os homens

21 de julho de 2014

Tabagismo e falta de higiene bucal podem estar ligados ao volume crescente de casos entre a população masculina adulta

tosse1Os cânceres de pulmão e de boca respondem por quase 20 mil mortes anuais entre homens adultos, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA). Estima-se cerca de 30 mil novos casos para esses dois tipos de tumores em 2014. Além do aumento nas incidências, esses dois tipos de tumores têm mais um fator em comum: o cigarro como agente causador.

Além disso, fatores como pré-disposição genética, etilismo, radiação solar, HPV e exposição a substâncias químicas também contribuem para o aparecimento dessas neoplasias, porém, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 90% dos pacientes diagnosticados são tabagistas. O cigarro ainda representa o maior risco para o desenvolvimento dessas doenças, e o perigo é proporcional ao consumo. Ou seja, quanto mais frequente for o ato de fumar, maiores serão as chances de desenvolver câncer.

Conforme o médico cirurgião do Centro de Cabeça e Pescoço da CliniOnco , Marclei Luzardo,   o câncer de boca cresce vertiginosamente entre os homens, ocupando a quinta posição no ranking do INCA entre as maiores incidências do sexo masculino. “O paciente deve estar atento ao aparecimento de feridas que custam a cicatrizar, ulcerações superficiais e indolores, com sangramento ou não, e manchas esbranquiçadas ou avermelhadas nos lábios ou na mucosa oral, pois também podem indicar a presença de um tumor de boca”, alerta o especialista. Para o cirurgião, além desses fatores, observa-se em pacientes com câncer de boca uma higiene bucal deficiente e uma dieta pobre em proteínas, vitaminas e minerais, com alto consumo de gorduras.

Segundo a médica pneumologista da CliniOnco, Beatriz Gehm Moraes, o câncer de pulmão é uma das mais temíveis complicações associadas ao tabaco. “O risco de morte por câncer de pulmão é 22 vezes maior entre os fumantes que entre os não fumantes. Esse tumor  pode também ser causado por agentes químicos – arsênico, asbesto, berílio, radônio, níquel, cromo e cádmio, principalmente os que são encontrados no ambiente ocupacional. Mas os prejuízos aos fumantes são muito superiores a qualquer outra situação”, destaca.

No cigarro, há substâncias cancerígenas que, no decorrer dos anos, provocam o aparecimento de tumores malignos especialmente nos pulmões.  A médica que também atua na Unidade de Combate ao Tabagismo chama a atenção para alguns sintomas: “Os principais sinais para essa enfermidade são os escarros com sangue, as modificações no padrão da tosse ou tosse persistente, dor no tórax ou nas costas, falta de ar, infecções respiratórias de repetição ou ausência de melhora após o tratamento correto, emagrecimento, falta de apetite e desânimo”, completa Beatriz.

Dieta pobre em frutas, algumas doenças crônicas, além da história familiar de tumores no pulmão, também podem ser considerados fatores de risco para esse câncer. Um levantamento feito pelo Cancer Research UK, afirma que o câncer como um todo mata 50% mais homens do que mulheres no mundo. Porém, o fator de risco mais relevante é sem dúvida o cigarro.

Estima-se que, no último século, o tabaco tenha provocado 100 milhões de mortes por câncer. E os especialistas ingleses alertam que, se nada for feito, essa taxa aumentará em dez vezes nos próximos 100 anos. De acordo com os pesquisadores, parar de fumar é a principal forma de prevenir esse mal.

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: