h1

Brasileiros consomem mais álcool que a média mundial

14 de maio de 2014

jovem-bebendo-alcool-1349368918071_300x420

Mau hábito expõe ao risco de desenvolver graves doenças como o câncer

Um estudo divulgado nesta segunda-feira (12) pela Organização Mundial de Saúde apontou que o consumo de álcool no país é preocupante. Entre os 194 países avaliados pela OMS, a média de consumo na faixa etária acima de 15 anos é de 6,2 litros por ano.  No Brasil, a média anual chega a 8,7 litros, sendo superior aos índices de 140 países.

Segundo a OMS, foram 3,3 milhões de mortes causadas pelo uso excessivo de álcool no mundo inteiro em 2012. Além disso, os dados comprovam que beber demais mata mais homens que mulheres, elevando o risco de desenvolver mais de 200 doenças, como diversos de câncer e cirrose. O número total de óbitos no período apurado supera o de vítimas fatais de AIDS e tuberculose. A projeção até 2025 mostra que o consumo no país deverá ultrapassar a marca dos 10,1 litros por pessoa anualmente.

O consumo regular de bebidas alcoólicas está relacionado aos índices crescentes de câncer de boca, especialmente entre os homens, com estimativa de 11.280 casos para 2014 de acordo com o INCA. Além disso, uma parcela significativa das neoplasias de intestino, de estômago e de esôfago entre o público masculino, que totalizam 35.950 ocorrências previstas para este ano, tem relação com o alcoolismo.

Conforme o médico gastroenterologista da Clinionco, Antônio Carlos Weston, quando o álcool está associado ao cigarro aumentam ainda mais as chances de desenvolver algum tipo de câncer no aparelho digestivo: “O efeito tóxico da relação entre álcool e nicotina pode causar úlceras e cirrose, podendo transformar essas lesões em malignas”, alerta.

A cirrose hepática é uma das principais conseqüências do uso abusivo de bebidas alcoólicas por tempo prolongado. Trata-se de uma doença crônica do fígado caracterizada por fibrose e formação de nódulos que bloqueiam a circulação sanguínea, podendo ser causada por infecções ou inflamação crônica do órgão.

Os efeitos adversos do álcool na saúde da mulher também são comprovados, porém os dados chamam a atenção entre o público masculino no que diz respeito ao aumento no consumo.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: