h1

Conscientização sobre câncer de pulmão

14 de novembro de 2013
Dra.Beatriz integra a Unidade de Combate ao Tabagismo

Dra.Beatriz Moraes integra a Unidade de Combate ao Tabagismo da Clinionco

O mês de novembro também é marcado pela conscientização sobre o câncer de pulmão e, em especial, pelo combate ao tabagismo, fator responsável por mais de 90% dos casos da doença no mundo inteiro em virtude dos malefícios causados direta ou indiretamente ao organismo.

Como explicar como surge a dependência física?

Dra.Beatriz – A nicotina causa dependência como nenhuma outra droga. Mesmo quem experimenta o primeiro cigarro, apresenta sintomas de abstinência e é tentado a fumar horas ou dias depois. A nicotina é sintetizada nas raízes da planta nicotiana tabacum. A queima do tabaco libera a nicotina que rapidamente chega aos alvéolos pulmonares. Eles são ricamente vascularizados e, entre seis a dez segundos, atingem o cérebro. Lá, existem receptores específicos que funcionam como antenas e é onde a nicotina se liga. Com isso, são liberados neurotransmissores, sendo a dopamina um dos principais. Ela é responsável pela sensação de prazer e euforia, o que leva à dependência química. Com o aumento do número de cigarros, o número de receptores à nicotina aumenta e, então, a pessoa fuma cada vez mais para ocupar todos os receptores e liberar a dopamina, buscando a sensação de prazer.

À medida que a nicotina é metabolizada, ou seja, seu nível reduz, os receptores ficam vazios e a dopamina não é liberada, causando a síndrome de abstinência. Ela só aliviada com a chegada de nicotina no cérebro, ou seja, com o retorno ao ato de fumar.

Quais são os malefícios que ela causa para o pulmão?

Dra.Beatriz – Os malefícios do fumo aos pulmões são inúmeros, como o conjunto de doença pulmonar obstrutiva crônica, a predisposição ao desenvolvimento de infecções respiratórias, à asma, à laringite e a vários tipos de câncer de toda via aérea.

Em que momento a dependência física pode se tornar câncer? Além do de pulmão, como o tabagismo pode estar relacionado ao desenvolvimento de outros tumores, já que é um fator de risco de alta prevalência?

Dra.Beatriz – Não é a dependência que causa o câncer, mas sim as substâncias cancerígenas que o fumo contém. A nicotina participa indiretamente com mais de 70 substâncias cancerígenas existentes na fumaça do cigarro. O componente com maior potencial cancerígeno são as nitrosaminas. Elas são liberadas na ponta acessa do cigarro e assemelhados, e contribuem para o maior número de casos de câncer em tabagistas passivos. Aproximadamente, a cada três casos de câncer, um deles é causado pelo fumo. Os agentes cancerígenos absorvidos pelas mucosas causam lesões locais de forma direta (câncer de boca, língua, amígdalas, seios da face, laringe, faringe, traqueia, brônquios e pulmões), e indireta, pois essas substâncias caem na corrente sanguínea e entram em contato com todos os órgãos. Além de toda via respiratória, podem se desenvolver tipos de câncer em locais como rins, esôfago, estômago, bexiga urinária, pâncreas, cólon do útero e alguns tipos se leucemia. O uso de álcool aumenta também a incidência de câncer de esôfago, cabeça e pescoço.

Quando é o momento de se preocupar com a dependência física?

Dra.Beatriz – O momento de se preocupar com a dependência à nicotina é desde antes dela ocorrer, pois uma vez instalada, o processo de tratamento é complexo e causa sofrimento ao paciente. O ideal seria a prevenção ao início do tabagismo nos jovens, com campanhas na mídia e nas escolas. Segundo a Organização Mundial da Saúde, 75% dos fumantes começam a fumar antes dos 18 anos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: