h1

Exame de sangue poderá antecipar o diagnóstico de câncer oral causado por HPV

4 de julho de 2013

Dr.MarcleiDr.Marclei: identificação precoce permite estratégias mais eficientes

Um estudo angariado pela Organização Mundial da Saúde e publicado recentemente no Journal of Clinical Oncology trouxe dados que podem fortalecer as ações de prevenção contra as doenças sexualmente transmissíveis e, principalmente, os quadros de câncer oral no mundo inteiro. A pesquisa afirma que, em um futuro próximo, os tipos de câncer de boca e garganta poderão ser diagnosticados muito antes de surgirem no organismo, pois os anticorpos que provocam essas neoplasias serão detectados em exames de sangue.

A pesquisa ainda está em fase de análise, mas os pesquisadores afirmam no artigo que, até então, não era conhecida pela classe médica a presença dos anticorpos antes que o câncer se tornasse clinicamente detectável. Para o cirurgião de cabeça e pescoço da Clinionco, Marclei Brites Luzardo, a possibilidade de prevenir o câncer oral ou evitar o seu crescimento antes mesmo que ele surja é animadora. “A possibilidade de fundamentar um rastreamento através da pesquisa de anticorpos poderá no futuro prevenir e reduzir estatisticamente o estadiamento do câncer da cavidade oral e de orofaringe. Atualmente, em pacientes jovens que não contemplam os fatores de riscos como tabagismo e uso crônico de bebidas alcoólicas, realizamos a pesquisa através da técnica de imuno-histoquímica”, afirma.

O experimento mostra principalmente uma nova faceta para prevenção do papilomavírus humano, o HPV. Os pesquisadores observaram que, das 135 pessoas do estudo que desenvolveram câncer, 47 tinham anticorpos E6 contra o HPV16 até 12 anos antes do surgimento dos sintomas da doença. Apesar de ser muito comum na incidência de câncer do cólo do útero, cerca de 30% de todos os cânceres orais estão relacionados ao HPV, segundo a Agência Internacional para a Pesquisa do Câncer (AIPC). “O prognóstico desses tipos de câncer depende da detecção precoce, o que aumenta as possibilidades de cura. A possibilidade de identificação precoce de possíveis pacientes com maior chance de desenvolverem a doença permite uma estratégia de controle mais eficiente”, comenta o cirurgião.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: